As 7 habilidades primordiais para as profissões do futuro

A Impacto Maker surgiu a partir da indagação sobre a atual situação de milhares de estudantes e sobre o futuro deles. Os alunos de hoje irão ingressar em universidades que fornecerão cursos que ainda nem existem, e de que maneira estamos preparando essas crianças ? Iremos realmente continuar a desenvolver e formar alunos apenas como ser pensantes e não como seres idealizadores de seus próprios projetos ? É preciso preparar nossos jovens para as habilidades essenciais que serão exigidas no nosso futuro bem próximo.

Um relatório do Fórum Econômico Mundial revela que quase 65% dos empregos que os alunos do ensino fundamental terão no futuro ainda não existem. Então, quais habilidades precisamos desenvolver nas próximas gerações?

Tony Wagner, especialista em educação, investigou o setor educacional, entrevistou líderes de indústrias e identificou habilidades e mentalidades de sobrevivência do futuro:

  • Colaboração entre pares e liderança por influência

Nos próximos cinco anos, os trabalhadores não fixos e remotos devem representar 40% da força de trabalho total de uma empresa. Além disso, a tecnologia permitiu que o trabalho e a colaboração transcendessem as fronteiras geográficas e isso é super emocionante. Contudo, a colaboração entre as redes digitais e com indivíduos de origens radicalmente diferentes é algo para o qual nossa juventude precisa estar preparada.

A liderança não diz mais respeito a comandar com autoridade de cima para baixo, mas sim, sobre liderar por influência. É influenciar grupos com o objetivo de criar alianças para que trabalhem em grupo e em prol de um objetivo em comum.

  • Iniciativa e empreendedorismo

Precisamos ensinar nossos jovens a liderar, a tomar iniciativas e capacitá-los para resolver desafios globais.

  • Pensamento crítico e solucionador de problemas

As escolas tradicionais trabalham o aluno para que ele responda questões, mas o contrário não é feito. Realizar perguntas é a base para um pensamento crítico. Antes de tentar solucionar uma necessidade, é preciso analisar de forma crítica e questionar o que está causando. É por isso que o pensamento crítico e a solução de problemas caminham juntos.

  • Comunicação oral e escrita eficaz

A comunicação clara não é apenas devido a questão de uso correto da linguagem e da gramática. Você pode promover um produto de forma perfeita ? Você pode apresentar argumentos persuasivamente? A comunicação é a habilidade que todo líder deve possuir, e ela pode ser aprendida.

  • Agilidade e adaptabilidade

Normalmente, nós aprendemos a fazer algo uma vez e depois repetimos mais algumas vezes, nos habituando a essa atividade. Na era pós-industrial, o impacto da tecnologia significou que devemos ser rápidos, ágeis e adaptáveis às consequências imprevisíveis da interrupção. Precisaremos aprender habilidades e mentalidades sob determinada demanda e deixar de lado as que não são mais necessárias.

  • Capacidade de classificar e analisar informações

Ao navegar no mundo digital, poucos alunos entendem sobre como avaliar a origem e avaliar o conteúdo acessado. Na era das notícias falsas, um cidadão ativo e informado terá de ser capaz de avaliar informações de várias fontes e ter um filtro crítico.

  • Curiosidade e imaginação

Nós constantemente alimentamos os alunos com informação em vez de capacitá-los para fazer perguntas e buscar respostas. O pensamento fora da caixa precisa ser tratados com o mesmo nível de importância que o sistema escolar dá às outras disciplinas.

Cabe agora a todos os envolvidos nesse processo de construção de mindset, trabalhar juntos em prol de um desenvolvimento que realmente faça sentido para o século em que as crianças estão inseridos.

Leave A Reply